Lira muda o estilo e indica nomes para cargos federais

Candidato à reeleição, não se sabe ainda se pelo PMDB ou outro partido, o senador Raimundo Lira, ainda peemedebista, andou proclamando que não fez nenhuma indicação para cargos federais, em que pese ser um aliado do presidente Michel Temer. No entanto, parece ter mudado o estilo nos últimos meses. Ao blog, um interlocutor garante que ele teria feito duas indicações.

Uma das indicações do senador Lira foi o ex-deputado estadual e ex-vice-governador José Lacerda Neto, atualmente filiado ao PSD. Lacerda ocupou o posto de superintendência do IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico, Artístico Nacional), por poucas horas. Constatou que era um posto “esvaziado”, sem muitos recursos e abdicou da função.

Em seu lugar, o senador peemedebista escolheu para indicação o nome do jovem advogado Marcos Cavalcanti Filho, que não tem ligações políticas, mas é filho do ex-presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, desembargador Marcos Cavalcanti.

Portanto, Lira apenas fez pose quando o Planalto lhe ofereceu cargos. Quando é agora aparece com o estilo de “ninguém tasca eu vi primeiro”, uma referência aos cargos.

Se começou, agora o céu é o limite.