Prefeito corta privilégios para manter folha de pessoal

Matando saudades do legislativo estadual na manhã desta quarta-feira (22), o prefeito José Aldemir Meireles (PP), de Cajazeiras, apresentou a formula que ajuda a manter os salários da prefeitura em dia. Contou que cortou os telefones institucionais dos secretários e diretores dos órgãos municipais.

Lembrou que a promessa de cumprir com o pagamento do funcionalismo de Cajazeiras em dia, conforme adiantou em conversa com repórteres que cobrem os trabalho legislativos, foi um compromisso assumido publicamente, durante a campanha que derrotou o esquema do encrencado ex-prefeito Carlos Antônio.

“O recurso que entra aqui no município não dá para fazer quase nada. Não sobra nada para obras. Só tem dinheiro para a folha de pagamento, limpeza urbana e saúde…”

“… Por isso, fiz diversos cortes, como o uso dos telefones da gestão pública pelos auxiliares, inclusive o meu, cortei também. Se eu uso telefone pessoal, porque os secretários não podem usa o deles?”, indagou. Confessa que não há privilégios em sua gestão.

Vamos ficar de olho.