Sobre microcefalia, projeto institui semana estadual

 

Projeto de Lei apresentado pelo deputado estadual Jutay Meneses (PRB) junto a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) institui a Semana Estadual de Conscientização sobre a Microcefalia. De acordo com o autor da matéria, a semana será realizada, anualmente, na primeira semana do mês de dezembro, passando a integrar o calendário oficial de eventos no Estado.

“Podemos ter um segundo ciclo de bebês com microcefalia ligada à Zika Vírus e precisamos de conscientização e prevenção para que isso não ocorra, por isso, a importância de termos um período especifico para chamar atenção para este problema, que atingiu 2.033 crianças em todo País”, comentou.

De acordo com o deputado, a Semana Estadual de Conscientização sobre a Microcefalia tem o objetivo de difundir informações e esclarecimentos sobre a deficiência; promover a melhoria na qualidade de vida da pessoa com microcefalia e de seus familiares; além de combater a discriminação contra os portadores.

“Devido à gravidade da deficiência e a facilidade da propagação da mesma, acreditamos que os esclarecimentos sobre as questões de maior relevância como as formas de transmissão, sua atuação no organismo humano, a infecção do feto e período de maior vulnerabilidade para a gestante. Esses são temas que devem ser divulgados para a população de forma continuada e anual”, destacou Jutay.

Preocupado com o avanço da microcefalia na Paraíba, o deputado também apresentou projeto de Lei que que cria o Programa Estadual de Assistência à Criança Portadora da Microcefalia. Segundo o parlamentar, o Programa será implantado nas unidades do Sistema Único de Saúde (SUS).

Jutay explicou que o programa deverá assistir à criança e informar aos pais quanto aos cuidados e particularidades na criação como o acompanhamento ao fonoaudiólogo, fisioterapeuta, realização de terapia ocupacional, além do acompanhamento psicológico aos pais. Também a interação com outras famílias na mesma situação, o fornecimento de remédios e cirurgias, nos casos passíveis deste procedimento.

“Já estamos acompanhando uma segunda geração de casos de bebês com microcefalia na Paraíba. O Governo não pode ficar omisso a essa realidade e temos que dispor de um acompanhamento para ajudar essas famílias a cuidar dos seus filhos. Por isso apresentamos esse projeto e contamos com os colegas deputados para aprovação dessa matéria”, disse o deputado.
Assessoria