Má notícia: Um 2017 sem reajuste para servidores

O asfalto poderá esquentar com o enredo de greve que deverá se espraiar pelo setor público estadual em 2017. A previsão de “maré baixa” foi feita nesta terça-feira (1) pelo secretário de Planejamento, Tárcio Pessoa, em sua participação na audiência para debater a LOA – Lei Orçamentária Anual, referente ao exercício financeiro do próximo ano.

Teve como pano de fundo das previsões negativas para o funcionalismo a queda da receita do Estado, confirmando a informação do Tesouro Federal sobre o rebaixamento da nota financeira do Estado. Os servidores, de acordo com Tárcio, não terão reajuste de jeito nenhum. Ou seja, previsões sombrias para as diversas categorias que já não tem mais a data-base.

Envergonhado, o secretário chegou pedir a sensibilidade dos servidores para o momento de crise. “Os servidores têm que ter a flexibilidade de entender a situação que nós estamos passando. Caiu a receita, a gente está com a receita de crescimento real negativo…”

“… Nós não temos espaço para estar brincando com a população paraibana no sentido de transformar o que está sendo um grande pagador de folha de pessoal e deixaremos de fazer investimentos. Eu acho que não é isso que a população quer”, frisou.

Um detalhe: precisa-se combinar com as diversas categorias dos servidores públicos estaduais. Portanto, o secretário Tárcio transmite uma má notícia para o funcionalismo.