Lira pendeu para lado errado e saiu menor dessa campanha

Aliado do governador Ricardo Coutinho (PSB), o senador Raimundo Lira (PMDB) saiu menor da campanha municipal deste ano na Paraíba. Apoiou candidatos derrotados nas urnas, a exemplo de Denise Oliveira, em Cajazeiras; Cida Ramos, em João Pessoa; Zé Paulo, em Santa Rita; e Expedito Pereira, em Bayeux, todos integrantes da legenda dos girassóis.

Como se sabe, Lira atraiu uma boa imagem na condução dos trabalhos da comissão do impeachment da presidente Dilma Rousseff. No entanto, pôs tudo a perder nas eleições municipais deste ano, pois preferiu remar contra a maré das alianças do seu partido e dos apoios as candidaturas vitoriosas, principalmente nos principais colégios eleitorais do Estado.

Deu azar ao defender a aproximação da candidatura dos socialistas no principal colégio eleitoral da Paraíba. Foi infeliz, quando optou apoiar Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), nome apoiado pelo governador nas eleições de Campina Grande. E, em Cajazeiras, ao invés de seguir o seu partido foi para o lado da prefeita Denise, derrotada por José Aldemir (PP).

Abandonou seu aliados em troca de uma viagem sem volta. Agora, para reencontrar os personagens da conquista do último domingo vai ter que fazer muito esforço e contar uma história que venha a convencer a todos. Pode ter perdido uma grande chance de entrar no jogo da campanha de 2018.