Damião fala no presente que Lígia não é candidata

Não está na ordem do dia se a vice-governadora Lígia Feliciano (PDT) vai disputar à sucessão do seu companheiro de governo Ricardo Coutinho (PSB), mas a insistência é tanta se ela vai ser, ou não, que traz novamente o deputado federal Damião Feliciano (PDT) – marido dela – à boca do palco para uma resposta acerca do tema. E ele garante que ela não será candidata.

Damião foi enfático ante a insistência do repórter Henrique Lima: “Ela não é candidata, Lígia não é candidata”. Observe: ele, o marido da vice-governadora, se refere ao presente. O futuro pra o parlamentar federal, como pra você e muita gente, “só a Deus pertence.”

Uma coisa, porém, acertou: “Ela está hoje vice-governadora”. Alguma dúvida? E aí Damião, Dra. Lígia é candidata? Abre-se a cortina para a resposta dele: “A gente não pode falar em 2018, quando nem chegou 2018”. Então, ela é candidata e Damião só quer falar sobre o assunto no futuro. Vai esperar, decerto, o movimento de Ricardo, se fica ou não no poder.

Mas, o deputado Damião Feliciano volta a surpreender no arremate da notícia veiculada nesta manhã de quarta-feira (14): “Ela (Lígia, claro) tem feito um excelente trabalho, graças a Deus (e a Virgem Maria, de quem os Feliciano são devotos), ao povo e ao governador Ricardo Coutinho, que tem proporcionado isso”.

Não sei se pra você, mas pra mim está tudo muito claro: Lígia é candidata à sucessão, sim. É isso Damião?