Tôrres tem contas aprovadas de sua primeira gestão

Além de gabaritado jornalista, o secretário Luis Tôrres deu mostras de sua capacidade como auxiliar do governo do Estado. Tendo assumido a Secretaria de Comunicação em janeiro de 2014, após brilhante trajetória nas redações do jornal da Paraíba, do Clickpb, da TV Arapuan e em seu blog, eis como gestor dos recursos públicos também cumpre o dever de casa, com uma conduta exemplar.

Pelo menos é o que está demonstrada na decisão do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Nesta quarta-feira (17), as contas da Secretaria de Comunicação no exercício de 2014 foram aprovadas com louvor. Poderia ter sido por unanimidade, mas o conselheiro Fernando Catão achou de votar contrário a outros quatro conselheiros. Nem vale a pena perguntar por quê?

Em seu parece, o relator das contas da Comunicação, o conselheiro Nominando Diniz, apresentou o voto pela aprovação, constatando que não vislumbrou nenhuma irregularidade que viesse a macular a gestão financeira da Secretaria. O auxiliar do Palácio da Redenção geriu um orçamento no referido valor de R$ 40.735.699,97, no ano em que o governador Ricardo Coutinho foi reconduzido a cadeira de número do Palácio da Redenção.

Tôrres, claro, comemorou a decisão:

“A gente naturalmente fica muito feliz com o resultado, mas é preciso dizer que não poderíamos esperar algo diferente, uma vez que trabalhamos com seriedade, dedicação e zelo aos recursos públicos, sobretudo uma pasta como a Comunicação, importante, e que tem o papel de divulgar as ações do governo não tão somente para deixar claro onde o governo está investindo e aplicando cada real que recebe dos impostos para devolver a população em forma de ações e investimento e obras, mas também para orientar a população sobre os serviços que estão postos e que podem ser usufruídos e explorados, no bom sentido, pela população”, afirmou.