Pesquisa mostra um olhar desalento do eleitor de JP

O Sistema Arapuan de Comunicação, através de sua emissoras de rádio e televisão, além do portal – Paraíba.com.br -, apresentou a pesquisa que encomendou ao Instituto Opinião o cenário da sucessão municipal de João Pessoa nesta segunda-feira (13). Há um olhar de desalento para dois quesitos: votos brancos e nulos (19,4%) e indecisos ou não sabem (15,5%).

Nessa fase da eleição municipal, a propósito, é coisa poucas vezes vista nas campanhas paraibanas. Somados os percentuais acima, perde apenas para os números dados ao prefeito Luciano Cartaxo (44%), mas supera dos pré-candidatos Cida Ramos (11,3), Manoel Júnior (4,6%), Wilson Filho (3,5%), Charliton Machado (1,3) e Vitor Hugo (04%).

É como se o eleitor informasse que está farto das virtudes encenadas. O Instituto Opinião/Arapuan está informando alguma coisa relevante. É o seguinte: o candidato a Prefeitura já não pode ser apenas uma pose. É preciso quer, por trás da coreografia, exista uma noção de rumo.

Ou seja, os pré-candidatos precisam apresentar algum diferente durante a campanha eleitoral deste ano. Não é qualquer assunto que vai convencer o eleitorado de João Pessoa, em especial. E quem não tem o que comparar? O prefeito Luciano Cartaxo, virtual candidato à reeleição, há uma perspectiva por causa das obras, a mais recente da Lagoa, que tornou-se neste domingo (12) um verdadeiro parque.

Avalia-se que num cenário de 44% de intenções de votos do prefeito se torna praticamente imbatível. Porém, o que dizer da candidata Cida Ramos que recebe o apoio do governador Ricardo Coutinho, por duas vezes prefeito da cidade? Espera-se deles e dos outros postulantes algo que não espete e nem fure as nuvens.