Lira se credencia a concorrer a Presidência do Senado

O senador Raimundo Lira (PMDB) se credenciou a disputar à Presidência do Senado Federal, cuja escolha do substituto do atual presidente Renan Calheiros (PMDB-AL) está prevista para fevereiro de 2017. Lira, como se sabe, comandou a comissão especial que analisou a admissibilidade do afastamento da presidente Dilma Rousseff, aprovado esta semana em plenário por 55 votos favoráveis e 22 contra.

O trabalho do senador paraibano na comissão do impeachment segue. Porém, com a participação do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, que elogiou o trabalho de Raimundo Lira à frente da comissão especial do impeachment. Sabe-se que poderá ter o apoio de todo os peemedebistas integrantes do colegiado da “Casa Alta” do Congresso Nacional.

Lira não se pronunciou a respeito. Por estar envolvido na comissão especial, segundo informações, ele não percebeu que há um movimento no sentido de conduzi-lo à Presidência. O que se sabe, porém, é que o cargo pertence ao PMDB, enquanto o posto de primeiro-secretário é do PSDB do senador Cássio Cunha Lima.

Fora dos ministérios do novo governo, quem sabe se a Paraíba não será contemplada com os dois cargos mais importantes da mesa diretora do Senado, a presidência e a primeira-secretária.