Cássio apela ao governo para não abandonar a AACD

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) está profundamente preocupado com a possibilidade de a Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD) encerrar as suas atividades em Campina Grande, após já ser, em poucos anos de funcionamento, uma referência no apoio para milhares de pessoas portadoras de deficiência física em toda a região. Ele cobrou veementemente aos responsáveis do governo estadual que a destinação de recursos à AACD não sejam suspensas e que sejam todas regularizadas.

“A AACD pertence ao povo da Paraíba e foi conquistada a partir da união de todos mas não pode ficar à mercê da boa vontade de quem está no governo. Os beneficiários não podem, sob hipótese alguma, sofrer qualquer tipo de solução de continuidade nos seus tratamentos que são fundamentais para a sua qualidade de vida”, lamentou.

Cássio lembrou que tem destinado à AACD emendas parlamentares anualmente para o apoio à Instituição. “Todos os anos faço questão de destinar emendas individuais para entidades filantrópicas de reconhecido valor social, tais como a Vila Vicentina, Casa do Menino, Instituto São Vicente de Paulo, Casa da Criança Dr. João Moura, Associação de Pais e Amigos (APAE) das cidades de Patos, João Pessoa e Campina Grande, além da própria AACD, que tem sido contemplada com emendas anuais de minha iniciativa da ordem de 300 mil reais”.

Para o senador, é imprescindível uma luta de toda a sociedade paraibana, e em especial do povo de Campina Grande, para que mais essa perseguição contra a cidade não seja efetivada. “É preciso o engajamento das entidades que lutam historicamente pela cidade como Associação Comercial CDL, Fiep, Clubes de Mães e Sociedades dos Amigos dos Bairros, além de ampla divulgação da imprensa.

Assessoria