Temer anuncia que colocará um ponto final na reeleição

A duas semanas de assumir a Presidência da República, caso Dilma Rousseff seja afastada, o vice-presidente Michel Temer fez uma defesa pública: colocar um ponto final no processo de reeleição para cargos do Executivo, inclusive o dele. Será essa sua primeira providência, ou seja, enviar ao Congresso uma Proposta de Emenda a Constituição (PEC) extinguindo o procedimento eleitoral criado durante o governo do tucano Fernando Henrique Cardoso.

Em conversas com jornalistas estrangeiros, Temer disse que em qualquer quadro não disputará as próximas eleições. Disse não ter nenhum interesse neste sentido. O vice-presidente previu pressões para preservar o “direito à reeleição”, conforme anotou o jornalista Cláudio Humberto em seu blog hospedado no Diário do Poder. O vice-presidente pretende fazer o anuncio durante o ato de posse.

A iniciativa de acabar com à reeleição teve boa repercussão em meio a cúpula do PSDB, que mantém o projeto presidencial para as eleições de 2018. Vai valer para os cargos majoritários, também para as mesas diretoras no Poder Legislativo. O texto poderá ser incluído no projeto de reforma política.