Oposição a Cartaxo trabalha para embargar obra da Lagoa

Os vereadores de oposição ao prefeito Luciano Cartaxo (PSD) resolveram penalizar a população de João Pessoa. Primeiramente, através do pedido de instalação da CPI da Lagoa no ano das eleições, caracterizando uma ação eleitoreira e, depois, a pretexto de evitar que o serviço de urbanização avance, pretende-se pedir o embargo da obra.

O objetivo é paralisar a obra, impedindo que ela seja inaugurada em junho, conforme previu o prefeito Cartaxo durante visita do ministro das Cidades, Gilberto Kassab, no último final de semana. O plano mostra que os parlamentares não têm compromisso com a população, que trabalha para ver o circo “pegar fogo”.

Usa o Ministério Público para conseguir o intento e evitar que a obra se transforme na mais importante das últimas cinco décadas. A expectativa de poder vale mais do que fazer a cidade crescer e se desenvolver. Então, a quem interessa embargar a restauração do Parque Sólon de Lucena, Lagoa?