Sem ser tucano, senador Maranhão sai de cima do muro

O senador José Maranhão não pertence ao partido dos tucanos, mas nesta quinta (17) saiu de cima do muro para defender o “rompimento já” do seu PMDB com o governo da presidente Dilma Rousseff, também do PT. Segue a linha de discussão da convenção nacional do último final de semana, em Brasília.

Presidente do PMDB Estadual, em entrevista na manhã de hoje, Maranhão disse que o seu partido não pode continuar se contaminando com os problemas de corrupção que envolve o governo da petista Dilma Rousseff. É bom lembrar que é a primeira vez que JM defende o afastamento da sigla do Palácio do Planalto.

A postura de Maranhão é a mesma da maioria dos peemedebistas, sobretudo do vice-presidente Michel Temer, também presidente do PMDB Nacional. A propósito, sinal mais claro de rompimento do que a ausência de Temer no ato da posse do ex-presidente Lula não existe.

Só falta o senador Raimundo Lira sair de cima do muro. O “circo” pegando fogo e ele contando história da carochinha, sem que não se saiba ainda seu posicionamento acerca da orientação de afastamento para não se “contaminar” do Palácio do Planalto.