Gervasinho está próximo de conseguir carta de ‘alforria’

A história do PMDB se confundi com a trajetória política do deputado Gervásio Maia, cuja família ao longo de décadas absolveu muitas glórias, mas também decepções, a exemplo da vivenciada neste momento pelo tutor do ex-governador João Agripino, o avó e Gervásio Maia, o pai. Pelos prognósticos, Gervasinho vai dizer “chega” Porém, pode surpreender com o “fico”.

Seja lá qual for a decisão, o deputado e futuro presidente da Assembleia Legislativa está cercado de um grupo que está lhe dando total apoio. A decisão de ficar ou não no PMDB será conhecido nesta quinta (3). Gervásio convidou à imprensa para uma entrevista coletiva na API, local escolhido propositalmente ser sido palco de anúncios espetaculares, que mudaram a história da política da Paraíba.

Pois bem, se anunciar o “fico” o deputado Gervásio Maia está concordando com todas as decisões tomadas pelo seu partido. O “chega, a paciência esgotou” é a certeza que marcha para um futuro cada vez mais próspero na atividade política que reserva aos protagonistas momentos que mudam os rumos do planejado.

Se encaminha para o PSB, sua nova “casa” partidária e deverá lhe ser oferecida a oportunidade de concorrer, digamos, à sucessão do governador Ricardo Coutinho revestido do cargo de presidente da Assembleia, ou de governador interino na linha sucessória.