Recondução de Renato foi o jeito; Camila líder da minoria

Não tinha outra alternativa que não a recondução do deputado Renato Gadelha a liderança da bancada de oposição. Nenhum dos atuais parlamentares se encantou pelo posto. Prova disso é que a definição só aconteceu um mês depois, a custa de muitas dificuldades e recusa dos convites feitos aos deputados Bruno Cunha Lima, Tovar Correia Lima – a pretexto de que tem um projeto futuro – e Daniella Ribeiro.

Então, o jeito foi manter como começou. A decisão acabou sendo consensual e Gadelha, mais uma vez, irá conduzir a bancada de condição, desta vez promete não levar o bloco a cochilar no momento da votação das matérias, queixa principal contra ele durante o embate com a bancada do governo no período legislativo do ano passado.

A deputada Camila Toscano aceitou o desafio de liderar o bloco da Minoria, formado por partido e deputados de oposição ao Governo do Estado. Bem, a coisa é mais ou menos assim: entre mortos e feridos escaparam todos, inclusive Renato Gadelha.