Ricardo classifica ‘bobagem’ de Cássio a vice Lígia no TCM

Um dia depois das declarações acerca da criação do TC dos Municípios para ofertar uma vaga de conselheira a Lígia Feliciano (PDT), deixando o caminho livre do cargo de vice-governador, Ricardo Coutinho (PSB) fustigou o senador Cássio Cunha Lima (PSDB). A coisa aconteceu durante entrevista concedida por RC durante o programa Rádio Verdade, do Sistema Arapuan.

Para RC, uma tremenda bobagem pronunciada pelo então aliado da campanha de 2010. “A gente pode entender a opinião de diversas formas, mas prefiro entender como sendo uma bobagem tão grande que não dá para fazer outra observação, embora caberia”, afirmou.

Ele prosseguiu: “Vejam a responsabilidade de pessoas que ficam a falar bobagem, inclusive sobre um tema (TCM) do interesse da Assembleia, cabendo ao Executivo apenas atender uma demanda advinda do Legislativo”, enfatizou o governador ao considerar ser uma “realidade” a criação do Tribunal de Contas dos Municípios. A pretexto do esclarecimento a respeito de quem é a atribuição, RC foi ainda mais enfático:

– Do Legislativo, é claro. Afinal de contas, o Tribunal de Contas dos Municípios será um órgão ligado a Assembleia, assim como é o TCE.

Ricardo também criticou o senador Cássio neste aspecto. “Foi no governo dele (CCL) que aconteceu a criação; como é que ele vem agora criticar uma coisa que nasceu na época em que ele foi governador”, disparou. Essa discussão promete novos capítulos na volta do recesso parlamentar.

Quanto a vice Lígia Feliciano o desejo dela é ser governadora daqui mais alguns meses, rezando para que o titular Ricardo Coutinho renuncie para concorrer a vaga de senador nas eleições de 2018. E aí, ela assume.


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.