Sem se preocupar com eles, Cartaxo faz o dever de casa

Responsável por gerir uma cidade herdada com muitos problemas, sobretudo de mobilidade urbana, o prefeito Luciano Cartaxo (PSD), diga-se, tem cumprido o seu papel e de forma responsável. Sem adentrar nas questões das ações administrativas – que são muitas, veio com uma boa notícia no setor do funcionalismo público.

A propósito, uma boa notícia que mexe com a economia da cidade: o pagamento de três folhas. Representa R$ 178 milhões na economia da cidade. O funcionalismo municipal, em que pese a crise, já sabe quando vão receber os salários de novembro (começou hoje), décimo terceiro e dezembro.

Mostra, acima de tudo, a capacidade do gestor. Foi possível por causa de um planejamento criterioso e responsável. Só para citar um único exemplo: o mutirão fiscal. Trouxe para dentro dos cofres do Município recursos na ordem de R$ 17 milhões.

Quer outro exemplo: a adoção de medidas de economia das despesas municipal. Cartaxo, em entrevista, ensinou como deve ser feito:

– Nós reduzimos despesas e buscamos alternativas concretas para enfrentar a crise sem aumento de impostos.

É assim que deve ser feito sem sacrificar ninguém neste momento de crise.