TCM está pronto para sair do forno, novinho em folha

Ao contrário de outras épocas, quando o TCE foi pra cima e evitou a criação do TCM, desta vez a Corte parece pagar pra ver o desfeito da implantação. A coisa esfriou um pouco, depois da alta temperatura da semana passada. Porém, um interlocutor do blog garante que o negócio vai mesmo para frente e não tem quem impeça. Já existem até nomes para compor o novo tribunal.

Dos sete candidatos ao cargo vitalício de conselheiro, quatro deverão ser indicados pela Assembleia – leia-se deputados – e três da lavra do Executivo. O interlocutor falou da secretária Livania Farias (Administração), Gilberto Carneiro (procurador geral do Estado) e Waldson de Sousa (ex da Saúde).

Da parte do Legislativo, segundo apurou-se, os nomes a serem indicados são dos deputados Trócolli Júnior (PMDB), atualmente secretário de Articulação Política do Estado; Estela Bezerra (PSB), Lindolfo Pires (DEM), secretário do Governo em Brasília e um parlamentar da bancada de oposição.

Conforme imagem acima, o Tribunal de Justiça do Estado julgou pela inconstitucionalidade a criação do TCM, lei criada pelos deputados estaduais na época do governo José Maranhão (PMDB).

O TCE – Tribunal de Contas do Estado – está se precavendo. Até já teria feito uma consulta jurídica para impedir a intervenção “branca”. Pois bem, aqui não tem quem impeça a implantação do TCM – Tribunal de Contas dos Municípios.