PMDB mostra ser ‘questão de honra’ a candidatura própria

O PMDB age para não ser confundido como aliado da campanha do PSB no próximo ano. Tanto é verdade que filiou nesta sexta (9) dois algozes do governo socialista: os ex-deputados estaduais Nadja Palitot e Vituriano Abreu, como se sabe. Em conversa com o blog, o senador José Maranhão, presidente da legenda no Estado, reiterou: “teremos candidatura própria em João Pessoa”.

O repórter, também, conversou com a recém filiada peemedebista Nadja Palitot. Ela foi instada a falar se seu ingresso na legenda peemedebista teria sido o caminho para se reaproximar do governador Ricardo Coutinho, de quem já foi aliada e, inclusive percussora de ter passado o PSB – legenda da qual tinha sido presidente – para as mãos de RC.

A reação veio de pronto: “De jeito nenhum; aguarde os acontecimentos”. E foi só, sem dar chances para a replica. “Aguarde! Aguarde!” E parou sobre continuar falando do assunto. Contagiada, Nadja só queria falar de sua filiação ao PMDB e da pré-candidatura do deputado Manoel Júnior, do seu partido. “Ele tem compromisso com a cidade (…) Isso é contagiante”, comentou.

Pré-candidato a Prefeitura de João Pessoa, Manoel Júnior deu o tom da campanha nas eleições do próximo ano: “Vou colocar ao meu lado as ‘vitimas’ do governador (Ricardo Coutinho). Eles vão estar junto comigo no palanque”.

Bem, é fácil perceber que o PMDB não está para brincadeira.


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.