Adriano adia para 2016 proposta de candidatura em Campina

Não dá para arriscar um prognóstico sobre o futuro político de Adriano Galdino (PSB), presidente da Assembleia Legislativa. Tem forçado a visibilidade que é absolutamente normal pela importância do cargo, mas anseia a apresentação de “uma proposta alternativa ao que está aí”. A cada entrevista, menciona “um conjunto de idéias” e evita proclamar ser o titular da pré-candidatura das oposições em Campina Grande, para onde levou seu domicílio eleitoral.

Galdino não pretende formalizar nenhuma proposta e não cogita fazê-lo tão cedo. E segue repetindo: “Acho que o deputado Veneziano (Vital) tem todas as qualidades e condições de ser o candidato do PMDB”. Mas pode estar surgindo um “fato novo” entre os partidos aliados do governo do Estado, que planeja conquistar o poder de Campina Grande.

O “fato novo” a que se refere acima é uma candidatura própria do PSB. Por que não? E Galdino é, digamos assim, a favor: “Pode acontecer isso sim, mas será uma coisa que ainda vai ser conversada. Sei que no campo do PSB quem vai dar a palavra final é o governador Ricardo Coutinho”.

O PSB tem a chance de ser protagonista. Por ora…


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.