Apresento-lhes o PMDB do passado, do presente e do futuro

O senador José Maranhão (PMDB) se encontrou na manhã desta sexta (18) com o governador Ricardo Coutinho (PSB). Deu-se na Granja Santana, mas o que conversaram ficou resumido a quatro paredes. Ao blog o presidente dos peemedebista falou da candidatura própria do seu partido nas eleições municipais de 2016, em João Pessoa.

Dessa vez, ao contrário das vezes anteriores, Maranhão não revelou se houve reação do governador Ricardo, que trabalha um nome socialista para a disputa do principal colégio eleitoral do Estado. “Fazemos política com grandeza”, disse o senador ao comentar a necessidade do PMDB em ter candidato à sucessão municipal.

Entre uma virgula e outra, ou interrogação ou aspas… o senador presidente do PMDB Estadual fez um comentário que mostra o clima de insatisfação no ambiente da legenda. “Não sou candidato experimental; sou candidato pra ganhar”. Disse mais: “Aceito qualquer desafio, inclusive bater chapa”. A frase jogada no meio do salão num dos restaurante aqui do centro da cidade mostra que o ambiente continua o mesmo: tenso.

Nada preocupa a maior liderança peemedebista do Estado, nem mesmo as ameaças de rompimento do deputado Raniery Paulino na manhã desta sexta, chateado porque Maranhão não nomeou Marcos Gerbasi para presidente o PMDB de Rio Tinto. Parece certo de que nada, absolutamente nada, lhe incomoda.