Temer bateu o martelo em favor do deputado Manoel Júnior

O PMDB começou a decidir pela candidatura própria em João Pessoa há dois meses atrás. Deu-se depois de um encontro do senador José Maranhão e o deputado Manoel Júnior com o vice-presidente Michel Temer, precursor da decisão. Desde então o dia a dia do pemedebê voltou-se a montagem para a idéia de fortalecer a estratégia e, conseqüentemente, o nome que o partido vai lançar para a disputa da Prefeitura do principal colégio eleitoral do Estado.

Ao blog um peemedebista de carteirinha revelou também que a montagem da chapa está em pleno andamento e a discussão envolverá nomes do PSDB do senador Cássio Cunha Lima. A propósito, a união do PMDB com os tucanos já está no asfalto da capital desde algum tempo. Portanto, não será surpresa alguma se, ao contrário do que ocorreu na campanha passada, peemedebistas e tucanos ocupem espaços no mesmo palanque das eleições de João Pessoa.

Voltando para a decisão interna do PMDB, alguém tem alguma dúvida da candidatura (pré) de Manoel Júnior¿ Claro que nenhuma. O deputado trabalhou para isso e sua estratégia foi envolver o Michel Temer na disputa, depois eliminou o deputado Gervásio Maia de qualquer reação para assumir a presidência do partido em João Pessoa. Hoje, não se fala mais desse assunto.

Portanto, não tem outra discussão no ambiente peemedebista que não seja a candidatura própria em João Pessoa, a montagem da chapa com o PSDB e a estratégia para ganhar a campanha de 2016. O resto, é como disse o interlocutor do blog, é conversa fiada.

Se há alguma dúvida, anuncia-se a presença do vice-presidente Michel Temer na convenção do dia 30 do PMDB de João Pessoa.