Hugo Motta dá emprego a filha do chefe, Eduardo Cunha

Não é que o deputado Hugo Motta (PMDB) começa a colocar “sob suspeição” sua atuação a frente da CPI da Petrobras, situação provocada pelo próprio parlamentar a partir do momento em que contrata a filha de um dos investigados por R$ 3,5 mil em serviços de comunicação. Chama-se Danielle, do clã Cunha, filha nada mais, nada menos do que o polêmico presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha.

A jovem, que pode ser mais competente do que Hugo Motta, eu e você, presta serviço de assessoria na Comissão Parlamentar de Inquérito, que investiga o maior escândalo de desvio de dinheiro público jamais visto no país.  O serviço, conforme a assessoria do deputado, é paga com dinheiro do próprio bolso do político paraibano.

Daniella, a assessora de luxo do deputado paraibano Hugo Motta, disse, em entrevista a Folha de São Paulo, que as portas abriram para ela no momento em que o pai-presidente da Câmara Federal assumiu o posto.

“No começo eu achava que sim (que era procurada por ser filha dele), hoje acho que não. Para eles não é bom me ter como assessora…”.

“[…] Qual a imagem que isso passa? O Eduardo colocou a filha para nos vigiar”, afirmou a jovem.

Um minuto para sua reflexão sobre as declarações acima.