Governo suspende por 60 dias ajuda as festas culturais

Agora é oficial: o governo estadual não destinará recursos públicos para os festejos juninos, nem mesmo para o Maior São João do Mundo, realizado em Campina Grande, uma festa reconhecida internacionalmente. Também não chegará dinheiro dos cofres estaduais para as festas em Patos e Santa Luzia. Em canto nenhum, conforme decreto publicado no DO em sua edição desta terça (19). O ato recebe a assinatura do governador Ricardo Coutinho (PSB), que já havia advertido decisão neste sentido.

A palavra de ordem é “apertar o cinto”, pois nesta época de “vacas magras” não existe outra solução: economizar, economizar… Diz o Diário Oficial que estão suspensas por um período de 60 dias despesas em “festividades, eventos culturais, solenidades, confraternizações, festas, enfeites, presentes e outras situações similares, ressalvados os casos relacionados às ações governamentais”.

Só os setores de saúde, educação e segurança não passarão apertos de ordem financeira. Mas traz uma ressalva: “desde que a prática de tais atos esteja condicionada à existência de disponibilidade orçamentária e financeira”. A validade do ato governamental está valendo desde a publicação, ou seja, a partir de hoje.

Em recente entrevista o governador já havia alertado sobre a medida, quando declarou o seguinte:

 – Eu não vou pegar o dinheiro e priorizar coisas que não tenham como, vou priorizar é água. O povo, antes de celebrar, precisa ter água para se manter em pé”, afirmou.


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.