Febre chikungunya derruba o senador Maranhão

Com a febre chikungunya – recém chegada ao Brasil -, o senador José Maranhão (PMDB) está há pelo menos 20 dias afastado das atividades no Senado. Nesta quinta (16), ele seguiu para São Paulo para tratar do sintoma que o deixou fora dos embates políticos nas últimas semanas. Como se sabe, JM é presidente da Comissão de Constituição e Justiça.

Segundo um integrante da família do parlamentar em contato com o repórter do blog, Maranhão deve ter adquirido o sintoma da doença durante passagem pelo estado de Goiás. Ele está com dores pelo corpo e sente a necessidade de hidratar e tratar do sintoma. O Ardes Aegypti é o novo transmissor da doença nova no País, a febre chikungunya, que surgiu na África e vem avançando pela América do Sul.

Durante esse período de convalescência, o senador e presidente estadual do PMDB não teve qualquer contato com a imprensa, que soube do problema de saúde através de família do político. Ele espera se recuperar o mais rápido possível para retornar as atividades normais no Senado.