Tribunal de Contas enquadra ex-prefeito irresponsável

Em decisão desta terça (14), o Tribunal de Contas do Estado informa: o concurso público realizado pelo ex-prefeito de Araçagi, Onildo Câmara Filho, está anulado. Ele ainda vai ter que pagar uma multa no valor de R$ 9.856,70. O TCE foi generoso com o então gestor municipal. Fez aprovar candidatos parentes e em primeiro lugar para a vaga de odontólogo.

Não foi essa a única irregularidade constatada pela 2ª Câmara do Tribunal de Contas. Veja você, perguntas da prova teriam sido elaboradas dentro da própria casa do ex-prefeito e a decisão não poderia ter sido outra que não a anulação do concurso. Muita gente ficou prejudicada, principalmente quem investiu dinheiro para tentar o ingresso no serviço público pela porta da frente.

Relator do processo, o conselheiro substituto Oscar Mamede Santiago Melo pontuou práticas irregularidades, como, por exemplo, a aprovação do irmão do prefeito, Oscar Câmara Neto. Pasmem! Ele atuou como membro da comissão do concurso, classificado em segundo lugar para o cargo de fiscal de tributos.

Segundo informações da assessoria do Tribunal de Contas, o órgão determinou a abertura de processo específico para apurar a idoneidade da empresa Meta Concurso, responsável pelo certame, diante dos fatos apurados pelo TCE, que apontaram fortes indícios de irregularidades na empresa contratada.