Ricardo fala em renunciar. Veja em que situação

Nos cem dias do seu segundo governo, o socialista Ricardo Coutinho pode ter surpreendido, quando disse “entrego as chaves do Estado”, ou renunciar o cargo conforme assim pode ser entendido, caso não haja mais atendimento de peritos criminais em Cajazeiras. Como se sabe, o município está desprotegido pela falta de uma unidade do Instituto de Medicina Legal (IML).

“Essa é uma determinação minha e não quero nem saber. Se não ficar um perito em Cajazeiras, entrego as chaves do Estado”. As declarações do governador foram estampadas no portal Diário do Sertão.

Uma promessa do governo passado, Ricardo garantiu que a construção do IML na cidade dependerá de uma emenda no valor de R$ 1 milhão, que deverá ser complementada com recursos próprios do Estado para construir o equipamento desejado por toda população dos municípios polarizados por Cajazeiras.

De uma coisa o governador tem certeza:

– Entendo que o IML em Cajazeiras é uma necessidade de toda a região. É caro, mas vou fazer ainda nesta gestão.

Ricardo esteve em Cajazeiras nesta sexta (10) para entrega de ambulâncias.


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.