Barusco já devolveu R$ 139 milhões da propina

Homem “bom” esse Pedro Barusco, ex-gerente da Petrobras. Primeiro elemento a depor na CPI, ele havia entocado, veja você, o volume astronômico de US$ 97 milhões, ou R$ 300 milhões a preço de hoje em moeda nacional. Desse total, já foram repatriado R$ 139 milhões e Barusco prometeu mais para os próximos dias. Ou seja, vai ficar liso ou ainda tem mais alguns “trocados” desses escondidos em algum lugar do planeta.

O dinheiro já está disponível numa conta aberta pela Justiça Federal do Paraná, onde estão sendo colhidas todas as informações acerca da operação Lava Jato, da Polícia Federal. A repatriação só foi possível graças a delação premiada de Barusco, corrupto confesso e que está colaborando com a Justiça e as investigações na esfera policial, também com a CPI da Petrobras.


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.