PSDB lamenta ausência de Dilma e Lula do ‘listão’

O PSDB pretende levar à alça de mira do escândalo da Petrobras a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula. O tucanato estranha a ausência desses nomes no listão dos políticos citados para pedido de abertura de inquérito, conforme a peça levada pelo procurador-geral Rodrigo Janot ao Supremo Tribunal Federal.

“Falta essa informação aos brasileiros”, ressaltou o senador Cássio Cunha Lima, líder do PSDB no Senado.

No caso de Lula, qualquer investigação contra ele teria de ser feita pelo força-tarefa da Lava Jato, operação da Polícia Federal que culminou com pedido de abertura de inquérito contra 47 políticos, entre eles o paraibano deputado federal Aguinaldo Veloso Borges (PP), ex-ministros das Cidades no primeiro governo da presidente Dilma.

Talvez, Lula não tenha sido citado porque ele não tem foro privilegiado e só foram levados ao STF políticos nestas condições. Os tucanos, no entanto, devem provocar o procurador-geral Janot para que informe por que o ex-presidente da República não deu origem a nenhuma petição, nem mesmo no aspecto pelo arquivamento.

A despeito da não menção dos nomes de Dilma e Lula, o senador Cássio – conforme nota da coluna Painel (Folhaonline) – destacou ainda: “Apoiamos integralmente o trabalho do procurador-geral, mas falta essa informação aos brasileiros. Mesmo ausente da lista, Lula e Dilma a encabeçam”.

Simples assim a justificativa do tucano.