Hugo aceita convite para presidir CPI da Petrobras

A presidência da CPI da Petrobras caiu no colo do deputado federal Hugo Motta (PMDB), que não pensou duas vezes antes de aceitar a missão, talvez difícil por ter que controlar a “fúria” da oposição e atribuir ao governo federal os escândalos envolvendo a maior estatal brasileira. A escola sob Motta deu-se na manhã desta sexta (20) diante da recusa de Lúcio Vieira Lima, deputado que compõe a bancada baiana na Câmara Federal.

Médico, Hugo Motta teve sua primeira grande experiência à frente de um cargo importante que o mandato parlamentar impõe quando presidiu a Comissão de Fiscalização e Controle, no mandato passado. Já era muita coisa para um parlamentar estreante na Câmara Federal. Mas até que ele se houve bem.

Saiu do jeito que entrou.


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.