Manoel Júnior corre de confusão. ‘Estou fora!’

Com novos projetos em mente, o deputado federal Manoel Júnior acaba de recusar o convite para presidir a CPI da Petrobras, que será instalada pela Câmara Federal. Ele recusou de pronto a sondagem dizendo que não tinha pretensões de assumir a missão. A informação chegou ao asfalto depois da notícia veiculada no Portal Wscom.

Contém uma declaração do parlamentar a respeito do convite: “Neste ano pretendemos investir em novos projetos e propostas, como a reforma política. Por isso, não vamos ocupar missões como esta”, disse ao se referir a CPI da Petrobras, alvo de denúncias de corrupção.

Manoel Júnior disputou recentemente a liderança da bancada do PMDB. Desistiu antes do processo de escolha. Porém, saiu fortalecido porque compõe um grupo peemedebista comandado pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (RJ). Neste sentido, ele foca nos cargos federais existentes na Paraíba.

Governista, o deputado Manoel Júnior quer emplacar sugestões de nomes para os cargos de segundo escalão e vai começar a trabalhar a ocupação das vagas depois do carnaval. A informação é que já está com tudo mapeado, também os possíveis nomes a serem indicado para os postos.

Em suma: Manoel Júnior corre de confusão como o diabo da cruz.


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.