Nas ruas de Santa Rita, aplausos para decisão judicial

A Justiça precisa urgentemente tomar uma decisão quanto a situação de Santa Rita, principalmente, se possível, devolver o mandato de prefeito ao povo. O gestor que lá está – prefeito Reginaldo Pereira – tem feito nada para justificar a confiança dos eleitores das eleições de 2012. A maior demonstração é a penúltima decisão judicial, que mandou bloquear as contas da prefeitura para garantir o pagamento dos servidores municipais.

batepalmaDeu-se nesta quarta (29). O juiz Gustavo Bandeira é o autor da sentença, justificada assim: “Não se faz saúde, nem educação municipal à custa da fome dos servidores e de suas famílias”. Os funcionários aplaudiram porque o prefeito tem tratado as diversas categorias a “pão e água”. O magistrado ordenou o bloqueio de até 60% do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB).

O dinheiro bloqueado será destinado para o pagamento dos servidores, como determinou o juiz Gustavo Bandeira, que ordenou, ainda, 54% dos recursos do Fundo de Participação dos Municípios – FPM e SUS, também destinados ao pagamento da folha atrasada. Apesar de oferecer um péssimo serviço a população, o prefeito Reginaldo Pereira não está nem ai. Vive rindo do povo.

Enquanto isso, as denúncias de supostas corrupção na licitação da coleta de lixo escorrem pelas ruas enlameadas do município. Um descaso!