Petista escancara interessa na aliança com PMDB

De passagem pelos estúdios da TV Master, o secretário de Articulação Política do Município, Adalberto Fulgêncio – ex-presidente do PT Estadual – defendeu a unidade do seu partido com o PMDB nas eleições de 2016. A propósito da fala, Fulgêncio não proclamou nada surpreendente, se levado em considerado que petistas e peemedebistas são parceiros de carteirinha, principalmente a relação dos partidos na Paraíba.

Fulgêncio classificou o PMDB como “aliado interessante” e defendeu que esse debate seja aberto já com vistas as eleições de 2016, quando o prefeito Luciano Cartaxo – petista – é candidato natural à reeleição. Estrategicamente, o que defende o então presidente estadual do PT: “Temos que abrir essa discussão com o PMDB, a começar da manutenção de aliança nos municípios de Pombal, Patos e outras cidades da Paraíba”.

Sem dúvida, qual o problema de relacionamento que o PT tem com o PMDB, e vice versa? Nenhum. Os dois partidos estiveram juntos nos momentos mais difíceis da política local e nacional. Bastante lembrar que em 2002 o pemedebê paraibano embarcou na candidatura do então presidente Lula, contrariando a decisão da direção nacional.

O PT nacional também deu gestos quando escolher o PMDB para ser parceiro no plano nacional. Então, Fulgêncio faz uma analise interessante e mostra maturidade quando reconhece no pemedebê um aliado importante na disputa eleitoral do próximo ano.

Portando, abre-se uma discussão em torno da aliança PT/PMDB nas eleições de 2016.