Ao contrário, Damião faz Ricardo rezar na cartilha do PDT

As circunstâncias conspiram a favor do deputado federal Damião Feliciano (PDT). É o político mais forte do governo “socialista”. A começar pelo destino que o fez esposo da vice-governadora do Estado, Lígia Feliciano, também por ser o parlamentar que Ricardo Coutinho precisa para fazer o presidente estadual do PSB, Edvaldo Rosas, titular do mandato na Câmara dos Deputados, em Brasília.

Damião está com a bola tão cheia e é capaz de peitar o governador Ricardo Coutinho, de exigir dele mais espaço para os “Feliciano” na segunda gestão do “socialista”. Chegou a fazer de difícil nesta segunda (22), com declarações do tipo: “Fui eleito como deputado federal e vou exercer meu mandato…”.

“… Na política nunca se diz jamais. Tudo precisa de um diálogo, de uma conversa, mas não tive ainda esta conversa”, reiterando que “gosto de ser deputado”, fazendo-se de difícil para o governador e dando entender que tem recebido pouca atenção do Palácio da Redenção para a importância que desfruta no atual contexto.

Talvez, seja o único dos políticos paraibanos que tem o governador Ricardo na palma das mãos e deve usar das armas que tem para ampliar a força conquistada nas eleições passadas. É bom lembrar que o PDT, através da vice Lígia Feliciano, comandará o governo nos últimos 10 meses do atual governo na hipótese de RC se afastar da gestão para concorrer a vaga de senador.

O governo faz bem a qualquer político, mas ao PDT de Damião Feliciano é capaz de fazer melhor se comparado a qualquer um dos parceiros do Palácio da Redenção.

Os “Feliciano” estão com a bola cheia. Bem lembrado: Só eles!


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.