PMDB quer a Secretaria de Saúde, já prometida ao PDT

O governador Ricardo Coutinho disse quem escala o time é ele. Mas o PMDB e PDT travam uma queda-de-braço nos bastidores pela Secretaria de Saúde. RC já prometerá aos pedetistas que nomearia o médico Damião Feliciano, deputado federal reeleito, para resolver o problema do aliado mais próximo Edvaldo Rosas (foto), suplente e que não pretende ficar de fora da festa programada para janeiro de 2015.

Os peemedebistas decidiram peitar Coutinho. Levará a ele uma trinca de nomes. Mas não deve adiantar muito porque o interesse do Palácio da Redenção é fazer do suplente Edvaldo Rosas deputado federal, uma articulação que vem sendo trabalhada pelo governador, mesmo tendo que sacrificar a boa gestão do ainda titular do cargo Wadson de Souza.

Coutinho está sabendo da pendenga. Mas não tem demonstrado preocupação acerca da briga de bastidores porque essa situação já estaria definida, não abrindo mão da escolha do médico e deputado federal Damião Feliciano, porque o que interessa ao Palácio da Redenção é mandar Edvaldo Rosas para Brasília. Talvez, uma forma de ficar livre dele.

Vai ter polêmica.


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.