PT admite assumir Educação, desde que escolas fechadas sejam reabertas

O PT até aceita ocupar a Secretaria de Educação do Estado, conforme vem sendo ventilado, mas com uma condição: as mais de 200 escolhas fechadas pelo governador Ricardo Coutinho (PSB) sejam reabertas. Do contrário, nem pensar. Seria o mesmo que concordar com o erro e apagar as criticas quando os petistas eram oposição.

Os petistas têm nomes importantes para indicar e resolver o problema do setor estadual, deixar a educação nos trilhos como faz o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo. O PT exige do governador Ricardo carta branca, sobretudo para reabrir as mais de 200 escolas.

Sabe qual é a justificativa do petismo: “Seria incompatível com a plataforma do PT administrar num cenário de escolas fechadas”. Quem não concorda? Os petistas estão cobertos de razão, ainda mais quando tem na educação a prioridade da carta programa do partido.

Resta saber se o governador vai ceder. Por outro lado, seria o mesmo que reconhecer o erro quando fechou as escolas públicas.

A propósito, Lucélio Cartaxo se enquadraria bem no perfil de secretário estadual de Educação, cargo que é comandado pela professora Márcia Lucena.