‘PMDB e PT também apoiam perseguição do governo a jornalistas?’

As eleições deste ano já fazem parte do passado. Porém, para os jornalistas pendurados numa AIJE – Ação de Investigação Judicial Eleitoral, movida pelo governador Ricardo Coutinho; ainda não.  O governo resolveu manter o palanque armado, também e com as propagandas nos diversos recantos desse Estado.

O caso ainda não foi julgado pela Justiça Eleitoral. Este repórter recebeu a sentença na semana passada, como bem lembrou o jornalista Helder Moura em seu blog no site do Jornal da Paraíba (você vai ler abaixo). Minha cabeça foi levada a prêmio até o Palácio da Redenção, cujo mandatário decretou a pena de “morte”: demita.

Esse episódio já é passado. Mas se reportando ao blog em que Helder Moura é signatário, ele coloca o PMDB e PT como partidos que subscreveram a perseguição do governador Ricardo Coutinho aos jornalistas que fazem imprensa que imprensa.

Então, continue a leitura no texto escrito pelo jornalista Helder Moura. Aí vai:

                                                                     ***

“Nas últimas horas, PT e PMDB se afinaram no discurso de apoio ao governador Ricardo Coutinho, à candidatura do socialista Adriano Galdino na disputa pela presidência da Assembleia e apresentaram a fatura para ocupar espaços no Governo. Ou seja, os dois partidos estão sincronizados em suas pretensões, apesar de se acotovelarem em relação aos espaços que almejam no Governo.

Os dois partidos sinalizam por uma aliança sólida com o governador e, portanto, endossam as suas decisões atuais, pretéritas e, eventualmente futuras. Nesse particular, cabe uma indagação: PT e PMDB também concordam com a AIJE (Ação de Investigação Judicial Eleitoral) movida pelo então candidato RC contra jornalistas? Ou mais ainda: concordam com a perseguição a jornalistas?

E, para ser ainda mais direto: o senador eleito Zé Maranhão, o senador Vital, e os deputados Veneziano (eleito agora), Manuel Júnior e Hugo Mota concordam? Os estaduais Gervásio Filho, Trócolli Júnior, Nabor Wanderley e Raniery Paulino também concordam com a AIJE e a perseguição a jornalistas? Um dos alvos da tal AIJE, o jornalista Marcone Ferreira, por exemplo, já foi imolado.

E, do lado do PT, o presidente Charlinton Machado, o prefeito Luciano e seu irmão Lucélio Cartaxo concordam com a perseguição a jornalistas? Os deputados Luiz Couto, Frei Anastácio e Anísio Maia concordam, já que estão tão afinados com o governador?

Quem cala, consente. Bom lembrar que, em regime de exceção, quando reina o silêncio (e em muitos casos, a covardia), a democracia e a liberdade são as primeiras vítimas.”

 


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.