No futebol, Paraíba não seria rebaixada; na violência é vanguardista

Se estivesse disputando o Campeonato Brasileiro, a Paraíba não seria rebaixada para a série inferior do certame. Porém, não é preciso falar do futebol para ver o Estado ocupando um lugar de vanguarda no cenário nacional e internacional, pois voltou ao ranking das capitais mais violentas do mundo. João Pessoa ocupa a nona colocação e Campina Grande aparece na vigésima quinta posição.

Veja você, a Paraíba mantém a “honrosa” colocação n o ranking mundial junto com São Pedro de Sula, em Honduras, Caracas (Venezuela), Acapulco (México), Cali (Colômbia) e Maceió (5º colocado), Distrito Central (Honduras), Fortaleza (7ª ), Guatemala (Guatemala), João Pessoa e Barquisimeto (Venezuela).

João Pessoa vem ostentando essa condição de vanguarda no ranking mundial da violência desde o período em que o atual governador Ricardo Coutinho (PSB) era prefeito da cidade. De lá para cá, não houve nenhuma alteração, em que pese a imprensa está alertando sob o índice alarmante da violência. O governo inventa números e diz o contrário.

Portanto, a verdade é que a Paraíba é a nona capital mais violenta do mundo.


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.