Violação da regra eleitoral gera suspensão do programa do ‘socialista’

Não precisou chamar o oponente de leviano ou mentiroso, mas à Justiça Eleitoral está atenta. Muito atenta. Prova disso, é que nesta quarta (22), a juíza auxiliar do Tribunal Regional Eleitoral, Antonieta Lúcia Maroja Arcoverde Nóbrega, ordenou a suspensão de duas propagandas eleitorais do candidato reeleitoral Ricardo Coutinho (PSB), sob pena de R$ 10 mil casa, isso no caso de descumprimento.

A coligação “A Vontade do povo” é signatária da representação. Foi solicitada a suspensão das propagandas e a perda do tempo em dobro no guia eleitoral do Partido Socialista Brasileiro.

A juíza, em seu despacho, ressalta que as inserções violam a regra eleitoral, além de ofender o princípio da isonomia que deve nortear a disputa entre todos os candidatos que disputam o pleito.

Leia o despacho: “A veiculação de propaganda na forma exposta, viola a regra eleitoral, causa prejuízo às demais candidaturas e ofende o princípio da isonomia que deve nortear a disputa entre todos os candidatos disputantes do pleito”.