Campanha ‘franciscana’ é gol contra do governador Ricardo Coutinho

Segundo colocado em sua tentativa de ser reconduzido ao Palácio da Redenção, Ricardo Coutinho (PSB) veio à boca do palco na noite passada para proclamar o seguinte: “Foi à campanha mais pobre que já fiz na minha vida”. Você não está obrigado a acreditar nestas colocações, até porque as inúmeras denúncias de abuso de poder econômico no primeiro turno desmentem a fala do governador reeleitoral.

Ricardo começou a se movimentar em busca de apoios para o segundo turno e mira o PMDB, partido do senador eleito José Maranhão, como o futuro aliado e anunciou que já procurou JM e Vital do Rêgo, terceiro colocado na disputa pelo governo da Paraíba; para uma conversa.

Com o PSB fora do embate do segundo turno presidencial, o governador reeleitoral disse que “vou defender na instância nacional do meu partido o apoio a candidatura da presidente Dilma”, ressaltando que “essa é uma discussão nacional”.

Sobre o embate do segundo turno, RC comentou que “a disputa agora é eu contra ele (Cássio Cunha Lima)”.

Agora, essa de campanha “franciscana” no primeiro turno é que não cola de jeito nenhum.


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.