Secretário do governo RC dá prejuízo de R$ 15 milhões ao município de Sousa

Secretário do governo do “socialista” Ricardo Coutinho, o ex-prefeito Fábio Tayrone é responsável por um prejuízo equivalente a R$ 15 milhões aos cofres públicos, quando esteve à frente da prefeitura de Sousa.  A denúncia contra ele, e mais o ex-superintendente da Daesa (órgão responsável pela distribuição de água no município), Ricardo Peter, foi encaminhada ao promotor Leonardo Quintans em forma de representação.

A notícia chegou ao conhecimento público através de Fernando Perisse, atual superintendente do Daesa. Ele conta que cerca de R$ 7 milhões foram perdidos “porque a administração anterior não cobrou uma só dívida dos consumidores”, permitindo que prescrevesse o prazo legal cobrança.

Além disse, conforme Perisse, “foram concedidos generosos descontos, ocasionando outros prejuízos que, somados, chegam a R$ 8 milhões. Foram concedidos a cerca de 1200 a secretários na gestão do então prefeito Tayrone, vereadores da base governista, parentes e correligionários políticos. Também, pequenos descontos a eleitores e cabo eleitorais durante a campanha municipal passada.

Em representação ao promotor de Justiça da cidade, o superintendente Fernando Perisse revela que os maiores beneficiados com a suposta gentileza o vereador Jucélio Marques, irmão do diretor da Daesa (Sales Auca) na época, o ex-secretário municipal de Saúde, Gilberto Gomes Sarmento e o atual gerente da Cagepa, Dedé Veras, funcionário do governo Ricardo Coutinho.