Números sobre novos leitos na Paraíba não batem

Restabelecida a verdade. Ao invés de criar, a Paraíba perdeu 546 leitos de hospitais nos últimos três anos e meio. Os dados são do Ministério da Saúde. Ou seja, o que foi dito até o presente não passa de ficção. A menos que esteja se tratando de seis novas unidades, 1% apenas do que vem sendo propalado na mídia paraibana.

Veja o que apresenta o Cadastro Nacional dos Estabelecimentos de Saúde (CNES-MS): em dezembro de 2010, existiam 1.872 leitos em hospitais do Estado. Em julho desde ano, eram 1878. A conta é fácil de fazer: 72 + 6 = 8. Portanto, 1.878 leitos.

Agora, há uma denúncia considerada da maior gravidade possível. Apontam que supostamente a Paraíba contabiliza macas como leitos hospitalares. Será?  Em Campina Grande, no Hospital de trauma de lá, por exemplo, 56 macas foram identificadas como leitos.

Já com relação a João Pessoa, o número de macas registradas como leito é menor: 49. No Trauma de Campina Grande, conforme recente reportagem do Fantástico, exibida pela TV Globo, as macas do Samu estavam retidas e impedidas de prestar socorro à população, para se transformarem em estatística governamental.

Espera aí, gente! Isso é muito grave.

.