Submetido a um crime a candidatura oficial

Um mistério a ser desvendado pela Justiça Eleitoral imediatamente não pode ser deixado para depois, sob pena de desequilibrar as eleições paraibanas deste ano. Vem a ser um assunto que já é do conhecimento público desde o começo da campanha em agosto passado: o recrutamento de ocupantes de cargos comissionados para trabalhar para o candidato oficial Ricardo Coutinho (PSB).

Há, inclusive um pedido de investigação através de uma ação impetrada pela coligação “A Vontade do Povo”, encabeçada pelo PSDB e mais 13 partidos, que denunciou a prática de conduta vedada do governador reeleitoral Ricardo Coutinho (PSB). Ele é acusado de utilizar o poder da máquina pública estadual no intuito de beneficiar a própria candidatura, “desequilibrando a disputa eleitoral com procedimentos ilegais”.

Na representação, os advogados da coligação protocolizaram uma representação junto ao Ministério Público Eleitoral, onde destaca, por exemplo, o claro abuso de poder por causa da nomeação de eleitores para cargos comissionados e prestadores de serviço, “transformando o quadro de servidores estaduais em verdadeiro exército para trabalhar em favor de sua reeleição”, referindo-se ao governador reeleitoral.

Nesta sexta (22), em seu blog, o repórter Helder Moura confirma de que à Justiça Eleitoral está diante de um grande problema e que demanda uma investigação profunda para desvendar o mistério de uma operação – com a participação de servidores – de campanha batizada de “reuniões qualificadas”, que consiste de visitas à casa de eleitores em Mangabeira. Moura conta que vazou através da Internet.

As mensagens (veja abaixo) chegaram com uma observação bastante clara. Na realidade um apelo patético: “Façamos o possível e o impossível para reeleger o nosso governador”. Meio que desesperador, não?

Em sua postagem, o blogueiro destaca o texto: “Nós temos 6 (seis) grupos com 15 pessoas cada que atuarão no período da manhã em determinada área de mangabeira; 4 ( quatro) grupos compostos de 16 pessoas em cada grupo que atuarão no período da tarde e 1 (um) grupo que fará visitas manhã e tarde”.

Pelo que está na mensagem, conforme o escrito de Helder, “são onze grupos visitando todas as casas. Isso apenas em Mangabeira, afora outros bairros”. Diz mais: “Há suspeita de que algumas dessas pessoas que integram as equipes foram nomeados para o Governo do Estado.

Abaixo o texto do email de convocação:

Boa noite companheir@s!!!
Mesmo com todas as dificuldades encontradas com aqueles que considerávamos companheiros continuamos na luta, pois existem outros que nunca se furtaram a atender prontamente nossas indagações, por isso somos todos Ricardo Coutinho, que é o maior projeto político nosso e o melhor para a Paraíba é ter #RicardoGovernador, mas para que isso aconteça é necessário que tod@s nós nos empenhamos e façamos o possível e o impossível para reeleger o nosso GOVERNADOR!

É chegada a hora de darmos início as VISITAS QUALIFICADAS, estas que é o nosso maior instrumento de convencimento de votos para nosso líder, portanto, seguimos em frente com muita luta, fé, perseverança, garra, sabedoria e força de vontade em concretizar nas urnas o nosso maior desejo e eleger RC nosso governante por mais quatro anos e junto com ele nosso Senador Lucélio 133!!

ALGUMAS INFORMAÇÕES IMPORTANTES:

Daremos início com as Visitas qualificadas no bairro de mangabeira e os grupos foram divididos por território de uma forma que nenhum sobreponha o território do outro no mesmo bairro, ou seja, em Mangabeira. Sendo assim, nós temos 6 (seis) grupos com 15 pessoas cada que atuarão no período da manhã em determinada área de mangabeira;  4 (quatro) grupos composto de 16 pessoas em cada grupo que atuarão no período da tarde e 1 (um) grupo que fará visitas manhã e tarde;

Cada grupo terá UMA VAN que os conduzirá com o material até o local das visitas qualificadas e em cada grupo terá uma pessoa de referência (pode ser chamado de coordenador  ou facilitador do grupo) que se responsabilizará por pegar o material, ligar para todos do seu grupo, combinar o local de encontro de cada um e recolher o material das visitas e levar para equipe que condensará os dados;

Todos os grupos serão conduzidos por alguma liderança da área em mangabeira que todos vocês irão conhecer na segunda;

Foi criado um grupo whatsapp para cada equipe, com a finalidade de facilitar a comunicação.”