Paraíba no Fantástico; é o Trauma na crista da onda

Há algo de podre no Hospital de Trauma de João Pessoa que o governo esconde. E não de agora, vem desde que terceirizou os serviços a tal Cruz Vermelha do Rio Grande do Sul. Para se ter uma idéia, não adiantou as ações impetradas pela Procuradoria do Trabalho na Paraíba, da Assembleia ou qualquer outra autoridade porque ninguém conseguiu desmanchar o convênio.

Diz-se que os recursos que saem dos cofres públicos da Paraíba são milionários, que sustentam dirigentes de tudo, inclusive altos salários, conforme ficou constatado em auditoria realizada pelo Tribunal de Contas do Estado. Apesar dessa conta toda, ainda faltam macas para atendimento da população que chega nas ambulâncias do Samu em busca de socorro.

Para entender melhor essa situação de descaso, o Fantástico exibe uma reportagem onde aborda justamente a falta de macas, que tem congestionado o pátio do Hospital de Trauma de João Pessoa.

A reportagem do Fantástico na narração de Tadeu Schmidt começa assim:

“… Neste domingo, o Fantástico vai mostrar um drama da saúde pública brasileira […] Ambulâncias novas, com equipes treinadas, mas passam horas sem socorrer ninguém…”.

“… Por que? É absurdo… Mas faltam macas no Brasil. O paciente sofre…”.

É Fantástico!

Imperdível. A Paraíba treme à espera da exibição do programa deste domingo (10).