COM A PALAVRA: O PT DE COUTO, o PT de Anísio Maia, o PT de…

A pretexto da aliança PSB/PT, também o argumento acerca do apoio do governador Ricardo Coutinho a candidatura à reeleição da presidente Dilma Rousseff, o chefe do Executivo da Paraíba esclareceu: “Meu candidato é Eduardo Campos”. E justificou, além de ser a liderança maior dos socialistas, “ele (Campos) é talentoso, companheiro, uma personalidade que eu tenho maior orgulho de poder defender o seu nome, até porque eu sei que ele será muito importante para o Brasil…”.

“… Eu acredito firmemente, anote o que estou dizendo, Eduardo deve ir para o segundo turno porque tem talento para isso e vai demonstrar o que é uma pessoa pegar o estado como Pernambuco e colocá-lo no patamar que ele colocou”, concluiu.

Bem, se a aliança dos “socialistas” e petistas é de mão dupla, então por onde anda Luiz Couto, Anísio Maia… Eles vão continuar de braços cruzados, esperando que o PMDB monte o palanque para a presidente Dilma? Se é assim, a coerência está com os peemedebistas que não falam em outra candidatura presidencial que não seja em defesa do nome de Rousseff.

Em tempo, o governador Ricardo Coutinho mantém a coerência.


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.