NA TELEVISÃO, CAOS NA SAÚDE ganha destaque em nível nacional

Em respeito aos cadáveres produzidos pela onda de violência que engolfa o cotidiano da Paraíba, a população deveria responder algumas perguntas cruciais: quando começa o caos? Será que já começou? A julgar pelo noticiário está instalado sim, pois o endereço é o Hospital de Trauma, onde um jovem morreu após não conseguir atendimento do SAMU. Sabe qual a alegação: a velha cantilena da retenção de maca.

Foge-se das respostas por medo. Mas nem por isso o caos deixa de ser noticiado, quer seja pela mídia local ou nacional. Matéria da TV UOL e do portal UOL denuncia o problema e dá o destaque que o assunto merece. Jean Carlos Lopes da Silva, 25 anos, morreu porque a unidade de socorro foi acionada, mas não chegou a tempo, porque as macas estavam retidas no Hospital de Trauma da Capital.

Abaixo confira a matéria:

“O jovem Jean Carlos Lopes da Silva, 25, morreu por falta de atendimento médico, em João Pessoa, na Paraíba.

Os amigos e familiares ficaram revoltados já que o Samu nunca chegou ao local.

Jean chegou ao hospital de carona com uma viatura de polícia. No local, várias ambulâncias estavam paradas.

Os socorristas esperavam a liberação das macas de atendimento, que ficaram retidas no hospital. A reportagem foi exibida no SBT Brasil.”