PASSADO CONDENA RELAÇÃO DOS peemedebistas com os ‘socialistas’

A Executiva estadual do PMDB decidiu nas primeiras horas da madrugada desta terça (1º ) pela manutenção da candidatura ao governo da Paraíba do senador Vital do Rêgo, resistindo as pressões do PSB, partido do governador reeleitoral Ricardo Coutinho, que pediu a indicação de qualquer nome ocupar o espaço de vice na chapa “socialista”. Os peemedebistas até titubearam, mas não tem acordo e lembram o passado para não se aliar a legenda “socialista”.

“Ora, ajudamos Ricardo Coutinho a eleger-se duas vezes prefeito de João Pessoa e nunca  houve uma relação de lealdade dele para com o PMDB. Portanto, não existe acordo com ele. É preferível mantermos a nossa candidatura própria”, disse o deputado Trócolli Júnior (PMDB).

Fez questão de dizer que seu gesto visa demonstrar que o partido está vivo e que a candidatura do senador Vital do Rêgo mostra que não há dependência. “Quando está em apuros, como neste momento, o governador corre em busca do PMDB. A gente já sabe o que acontece depois…”.

“… O fato é que o PSB tenta a todo custo cooptar integrantes do PMDB e de outros partidos prestes a se coligarem conosco”, destacou o deputado Trócolli.

Por causa dessa tentativa de cooptação da qual se referiu o parlamentar é que, mais uma vez, a Executiva do PMDB se reuniu durante a madrugada desta terça (1º ), decidindo por manter a candidatura própria do senador Vital, já homologada durante a convenção do partido no final de semana, junto com o nome do ex-governador José Maranhão, candidato a senador.

Bem, o vaivém do PMDB pode ter sido encerrado com a garantir da presidente Dilma ao candidato Vital do Rêgo com a pronuncia de que “pode contar com o PT”. Será que ainda estão acreditando na estória da carochinha?


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.