RÔMULO JOGADO PRA ESCANTEIO, mas guarda trunfo para última hora

Esperando o desfecho da movimentação envolvendo PSB, PMDB e PT – devem formalizar aliança para as eleições de outubro -, o vice-governador Rômulo Gouveia, também presidente estadual do PSD, está prestes a tomar uma atitude. Ele se reuniu com Gilberto Kassab, presidente nacional do seu partido e repassou as informações dos acontecimentos políticos na Paraíba, inclusive que poderia sobrar na decisão sobre a pré-candidatura ao Senado da República na chapa “socialista”.

A decisão de Rômulo ainda é cercada de mistério. Neste momento, ele participa da convenção nacional do seu PSD, talvez sem saber que o PT está pra anunciar o apoio à reeleição de Ricardo Coutinho e, ainda, pior: os petistas é quem farão a indicação do nome de Lucélio Cartaxo para a vaga de senador.

Então, Rômulo sobrou e se ele mantiver as recentes declarações é rompimento na certa. Dizia ele: “Minha pré-candidato a senador é uma decisão tomada…”.

“… Não sou de voltar atrás. Sempre tive postura, sempre tive linha política, sempre agi com coerência…”.

“… Até hoje não tem na minha história política algo que manche a minha imagem”.

Se ele sustentar as declarações acima, então rompe e desembarca do grupo que defendeu até o presente momento.


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.