RC VAI MANDAR PARA JOAQUIM Barbosa encrenca dos procuradores

Procurador Geral do Estado, Gilberto Carneiro não quer se envolver com a encrenca da PEC aprovada pela Assembleia, que põe ordem na escolha do procurador-geral. Disse ao repórter Lenilson Guedes o seguinte: “A decisão de ajuizar uma ação direta de inconstitucionalidade não é minha”. De quem é então? Gilberto respondeu: “Essa é uma decisão é do governador”.

A PEC estabelece que o procurador a ser escolhido seja de carreira. Ou seja, dos quadros do órgão. Assim como ocorreu na maioria dos estados brasileiros, exceção apenas de Paraíba, Acre e Ceará. Mas o governo “socialista” não dá o braço a torcer e vai levar o caso até o Supremo Tribunal Federal, através de uma ação direta de inconstitucionalidade.

Segundo Gilberto Carneiro, a matéria foi aprovada pela maioria dos deputados – 26 a 6 – sem obedecer o devido processo legislativo. “Não basta que a oposição tenha maioria para querer aprovar qualquer tipo de matéria só com a intenção de fazer política nefasta”, declarou o ainda procurador, escolhido pelo governador Ricardo Coutinho.

Quando a ficar desempregado, Carneiro adiantou que não teme:  “Eu estou absolutamente tranquilo. Eu não sou procurador de carreira, sou procurador-geral e estou no cargo por confiança do governador”.


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.