JM REVELA MAGOA, MAS DIZ QUE união com petistas é grande reforço

Em entrevista, o ex-governador José Maranhão, também presidente estadual do PMDB, disse que o PT é um grande reforço para a pré-candidatura ao governo de Veneziano Vital do Rêgo. “Sem dúvida, tem tempo de televisão e somos aliados de outras campanhas, seja na Paraíba como no plano estadual”. Juntos, os dois partidos têm quase nove minutos de TV no guia eleitoral.

Maranhão não descartou a possibilidade de união dos partidos de oposição, destacando que “estamos conversando com todos”, inclusive chegou abrir caminho para um entendimento com o PSDB do senador Cássio Cunha Lima, provável candidato a governador. “Não vejo problema algum, desde que venha apoiar o nome do PMDB, o nome de Veneziano”.

Instado a falar sobre as presenças da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Lula na campanha do PMDB/PT nas eleições paraibanas, compromisso firmado na semana passada, Maranhão espera que ocorra de verdade. Lembrou que “na minha campanha tinha o mesmo entendimento, mas eles não vieram […]. Uma injustiça!”, asseverou.

Infidelidade

Nesta sexta (30), o PMDB reúne o Diretório estadual para tratar do assunto da infidelidade partidária, prefeitos que anunciaram apoio as pré-candidaturas de outros nomes de fora do partido. Garante que o assunto será tratado por igual, quando perguntado a respeito da situação da irmã Wilma Maranhão, prefeita de Araruna.

Wilma acompanhou o filho deputado federal Benjamin Maranhão, ex-PMDB, atualmente presidente do SDD (Solidariedade), que anuncio apoio a pré-candidatura do senador Cássio. O vereador Fernando Milanez, um dos integrantes do Diretório peemedebista, saiu em defesa dela.

“Coração de mãe é terra que ninguém anda; só o filho”, definiu o vereador Milanez ao sair em defesa da prefeita Wilma em acompanhar a decisão do deputado Benjamin de apoio a pré-candidatura do PSDB ao governo estadual.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.